Telefone
(11) 4113 9145
Skype Twitter Facebook YouTube
Login
E-mail
Banner 178

Livro: Além do paraíso

Membro: Equipe Multi Ajuda    Autor - Fonte: Sharon Kendrick

Baixar o livro Indique esta página para um amigo

1/39 Próxima - Ir para a página:  !  ! 

Sharon Kendrick 3° livro da Trilogia Herdeiros do Deserto O sheik precisa de uma rainha, mas ela tem de ser pura...

Como sheik de Kharastan, Malik não tem tempo para distrações. Mas quando Sorrel, uma inglesa sob sua tutela, resolve enveredar pelas descobertas e prazeres do Ocidente, ele decide ser o homem a lhe ensinar as artimanhas da sedução! Malik quer Sorrel, mas não irá desonrá-la. Como sheik, espera-se que ele se case e que sua noiva seja pura. Poderia Sorrel tornar-se sua rainha? Digitalização: Simone Ribeiro Revisão: Bruna CAPÍTULO UM — MALIK, eu... — Houve uma ligeira pausa, en¬quanto Sorrel se esforçava para pôr as palavras para fora. Ela limpou a garganta e tentou novamente, forçando um sorriso, como se isso partisse seu rosto em dois. — Eu deixando você — disse ela, desejando pe¬gar as palavras de volta, imaginando por que diabos teriam saído assim, Malik desviou os olhos do documento que estava lendo e uma centelha de descontentamento surgiu ne¬les, como se fosse um predador prestes a atacar sua presa indefesa.

— O quê? — questionou ele, impacientemente.

— Quero dizer... — Sorrel encarou o sheik de pele morena, sentado com seu robe de seda, junto à escri¬vaninha. Ele mal notara que ela havia entrado na sala e quase não a olhava agora, e a preocupação de como suas palavras teriam sido interpretadas era, obvia¬mente, uma completa perda de tempo, já que ele nem estava escutando! — Que estou deixando Kharastan — concluiu ela. A sobrancelha de Malik se levantou, pois ele esta¬va preocupado demais com os assuntos de Estado para tê-la ouvido. A verdade era que ele não tinha qualquer desejo de se incomodar com os afazeres in¬ternos do palácio. Será que ela não sabia disso? — Agora não, Sorrel — resmungou ele. Agora não? Sempre que Sorrel precisava de uma confirmação de estar fazendo a coisa certa, isso vinha com uma resposta temperamental do sheik. Ele fala¬va como se ela fosse uma mosca irritante que tivesse entrado voando em seu imenso escritório, a quem ele estivesse pronto a espanar.

A luz dourada entrava pela janela, transformando o cômodo suntuoso e iluminando o homem sentado diante da mesa, como uma gloriosa estátua. Como sempre, só em vê-lo, o coração de Sorrel ficava dese¬joso, porém, quanto mais rápido ela se livrasse disso, mais rápido se recuperaria do impacto de seu charme. Em vez disso, Sorrel se empenhou em ignorar seus atributos físicos e o olhou fixamente, com expressão interrogativa.

— Então, quando? Quando podemos discutir a respeito, Malik? — Olhe! — Impaciente, ele acenou a mão na direção de uma pilha de papéis que aguardavam o selo real e sua assinatura. Ao lado, havia uma agenda lo¬tada de compromissos seguidos. — Você sabe que há um assunto importante quanto à fronteira de Maraban que precisa ser resolvido rapidamente, e eu tenho que dar as boas-vindas a um embaixador ainda de manhã. Não consegue ver o quanto estou ocupado? — Sim, Malik — disse ela, com um suspiro. — Claro que posso ver. — Só o fato de ele perguntar já magoava, pois, certamente, ele deveria saber que ela sempre via seus interesses como prioridade. Houve uma época em que ela cuidou dele sozinha, nos dias em que Malik não era nada além do mais valioso as¬sistente do sheik. Mas agora todos os olhares esta¬vam sobre ele.

No palácio real, nas terras das redondezas e muito além, ele era o centro do universo. Ser um rei do de¬serto era algo considerado irresistível aos olhos do mundo. Se Malik disesse \'pule\', todos obedeceriam, em geral, com um sorriso estampado no rosto.

Claro que nem sempre fora assim. Malik tivera um início tardio no jogo real, pois nem imaginava ser fi¬lho ilegítimo do sheik, até a notícia bombástica ser revelada, dois anos antes. O velho governante havia morrido e Malik fora coroado, passando de assistente a rei, numa cerimônia simples, mudando de alguém comum à realeza. No entanto, Malik pareceu ter se adaptado a esse novo status como um falcão que alça¬va o primeiro vôo solo no céu do deserto.

A expressão arrogante se abrandara, mas agora ele demonstrava uma certa distância em relação aos ou¬tros. O lado prático da personalidade de Sorrel reco¬nhecia que ele precisava de distância para, literalmente, deter qualquer um que se aproximasse de¬mais, tomando seu bem mais precioso: o tempo.

Ainda assim, no fundo, será que Sorrel não tinha a expectativa de que, no caso dela, ele abrisse uma exceção? Será que ele não percebia que ela estava aflita para lhe dizer sobre sua decisão e seguir adiante, fazen¬do algo de sua própria vida, em vez de apenas existir, como um satélite invisível? Não, claro que não.

Desde que Sorrel conhecera Malik, ele era um ho¬mem profundamente dominador. No entanto, ao herdar o Reino de Kharastan, o orgulho e a arrogância se tornaram ilimitados. Seus desejos eram sempre su¬premos e mais nada importava além do que o que sheik quisesse; e Sorrel chegara à triste conclusão de que simplesmente não havia mais lugar para ela em sua vida.

Tudo havia mudado — ele e ela também. De re¬pente, ela já não se sentia como se pertencesse à terra onde vivera a maior parte da vida.

Então, onde é seu lugar? A pergunta a assombrava por muito tempo, apesar das tentativas de ignorá-la, porque, toda vez que se permitia pensar a respeito, sentia um grande vazio em seu futuro.

Os olhos negros de Malik agora percorriam as pá¬ginas da agenda e, sabendo não ser visto por nenhum de seus empregados, ele fez uma careta. Não seria Sorrel quem viria acrescentar mais ao seu fardo.

— Não há nada marcado em minha agenda para que eu a veja. — Ele franziu o rosto, depois ergueu os olhos. — Você marcou? Houve uma época em que Sorrel teria desabado em lágrimas ao ouvir uma colocação tão fria, vinda de um homem a quem idolatrara desde o dia em que conhecera. O homem que, na realidade, a \'resgatara\', se tornara seu guardião legal após a súbita e trágica morte de seus pais, permitindo que ela permanecesse em Kharastan, em vez de ser levada de volta à...
1/39 Próxima - Ir para a página:  !  ! 

Comentários:

Deixe aqui seu comentário sobre este livro:

Nome: Um valor é necessário.
Comentário: Um valor é necessário.
  CAPTCHA Image   Reload Image
Digite as letras abaixo:
 
Banner 180
Banner 151
Banner 153

Banner 179

Powerpoints Com Musica Para Baixar

Vídeos de Autoajuda Para Download

Cuidados Com os Animais Domesticos

Livros de Romances Para Ler ou Baixar

Livros de Autoajuda Para Ler ou Baixar Grátis

Livros do Chico Xavier - Baixar

Terapia de Regressão Sessão Única

Curso de Regressão de Memória

Loja MultiAjuda

Contato - Via email

Ou Ligue (11) 4113 9145


0.127