Telefone
(11) 4113 9145
Skype Twitter Facebook YouTube
Login
E-mail
Banner 178

Livro: — Disse Lars, Com As Mãos Estendidas. Sem Soltar

Continuação: Surpresas do Destino

Membro: Equipe Multi Ajuda    Autor - Fonte: Linda Castle

Baixar o livro Indique esta página para um amigo

Anterior 55/56 Próxima - Ir para a página:  !  ! 
...çá-lo — disse Lars, com as mãos estendidas.

Sem soltar a corda, o homem foi se aproximando e chegou muito perto da entrada da mina, tão perto que Abigail teve certeza de que ele também cairia lá dentro, Finalmente, conseguiu agarrar no colarinho de Willem e puxá-lo para fora. Um minuto mais tarde, soltou na neve o corpo do resgatado, perto de Abigail.

— Will? Will? Soluçando, ela esperou enquanto era cortada a corda que envolvia o peito de Will. Logo depois, ele soltou um gemido, o som mais doce que Abigail poderia ouvir. Willem moveu a cabeça para os lados, obviamente sentindo muita dor.

— Will, onde está ferido? Abigail apalpou-o no rosto, nos ombros, no peito, mais para se certificar de que ele estava vivo do que por qualquer outro motivo.

— Abigail, você está bem? — murmurou Willem, preocupado.

Então, ele abriu os olhos, e ela sentiu lágrimas escorrendo pelas faces. Will estava muito pálido e abatido, mas vivo.

— Quero saber mais sobre esse assassino — disse o homem que acabava de salvar a vida de Willem, pondo-se de pé e caminhando até onde estava Grady Dawson. — Foi em Leadville, não foi? E onde estava você? O homem parou, quando chegou bem perto do minerador. Abigail viu um brilho nos olhos frios e cinzentos daquele desconhecido e temeu pela segurança de Willem.

Dawson recuou um passo, certamente assustado pela curiosidade do outro.

— Na verdade, eu não estava lá, mas ouvi a história.

— Ah, ouviu... Pois fico me perguntando o que você realmente ouviu e o que inventou.

Abigail sentiu os dedos de Willem apertando os dela. Viu a dor estampada no rosto e nos olhos dele.

— Não me importa o que você fez, Will — ela falou.

— Meu amor nasceu pelo homem que você é, não pelo que um dia foi.

Então, ele sorriu, o que a fez sentir uma onda de calor pelo corpo gelado.

— Eu também te amo, Abigail. — Willem tentou erguer a cabeça, mas desistiu do esforço. — Quem é o homem que está falando? — questionou, depois de respirar algumas vezes, sem dúvida para controlar a dor.

— Não sei, mas foi ele quem salvou sua vida, Will. Mexendo um pouco o corpo, ele tentou sorrir.

— Gosto muito quando você me chama de Will.

A voz daquele homem era conhecida dele, e Willem queria poder ver melhor, mas as lanternas iluminavam muito pouco o rosto do sujeito. Então, procurou ouvir o que estava sendo dito.

— Pois vou lhe dizer uma coisa. O desabamento que aconteceu em Leadville foi um acidente. A única coisa que Willem Tremain teve a ver com o ocorrido foi ter recebido do fornecedor dinamite velha.

Dawson soltou um palavrão.

— Espera que eu acredite nisso? Na certa, faz essa afirmação porque ele foi o único que saiu de lá com vida. E como você sabe tanto sobre o que aconteceu, afinal? Abigail ficou escutando, em muda fascinação. Uma mudança na expressão de Willem deu a ela a certeza de que aquele homem falava com conhecimento de causa.

— Willem Tremain não foi o único a sair com vida daquela mina — disse o desconhecido, com convicção.

— Isso é verdade — concordou Brawley Cummins, aproximando-se e examinando o homem com os olhos apertados. — Ouvi dizer que havia um outro. Mas quem é você? — Sennen Mulgrew.

Abigail lembrou-se do nome. Juntamente com Willem, Sennen Mulgrew havia sobrevivido ao desastre. Com a respiração contida, ela ficou esperando que Mulgrew prosseguisse.

— Todos aqui parecem realmente curiosos sobre o que aconteceu. Talvez seja hora de alguém falar sobre o assunto. Depois de ficar por três dias enterrados vivos naquela mina, fomos finalmente resgatados. Willem e eu fomos os únicos sobreviventes. Vocês fazem idéia de como foi aquilo? Querem saber o que provoca na mente de um homem? Sennen virou-se, e ela pôde ver a amargura que havia naqueles olhos. Estava começando a entender melhor o homem com quem se casara.

— Sennen... não — pediu Willem, contraindo os músculos do rosto. — Não vale a pena.

Sennen não se calou.

— Eles nos tiraram, os dois farrapos de homem em que havíamos nos transformado, meio vivos e meio enlouquecidos pela dor e pelo medo. Tentei explicar a Moira que Willem atravessara o inferno, mas ela não me deu ouvidos. Depois, ele começou a ter pesadelos, e ela fugiu como um coelho assustado da responsabilidade de ter um marido que precisava de ajuda. Quando Willem se deu conta do que havia acontecido, ela já partira, e os boatos se espalhavam.

Willem tossiu e estremeceu. Abigail achou que era porque ele estava se livrando dos fantasmas do passado e rezou para que isso fosse verdade.

— Durante muitos anos, Willem sentiu-se culpado pelo acidente por causa das línguas ferinas e de algum idiota que pôs nele o apelido de Irlandês Explosivo. Pois agora lhes digo que a culpa foi tanto dele quanto de qualquer um dos outros que ficaram enterrados na mina. A coisa apenas aconteceu.

Willem abanou a mão.

— Sennen, já chega. Não me importo mais, isso faz parte do passado.

— O que vamos fazer agora, Will? — perguntou Abigail, com voz emocionada.

Willem tocou no rosto dela.

— Não se preocupe comigo. Sou mais resistente do que imagina. A única coisa que precisamos fazer é voltar para casa. Matthew deve está preocupado com a mãe dele.

— Oh, Willem, eu amo aquele menino como se fosse meu próprio filho! — Eu sei, Abbie, e ele é seu filho. É o filho do seu coração.

Will fez uma careta, quando respirou fundo e fechou os olhos. Abigail viu o sangue que havia na palma das mãos dele e sentiu o coração apertado.

— Oh, Will, você está muito ferido! — Nunca me senti tão bem na vida, Abbie.

Então, ele sorriu e tocou novamente no rosto dela com os dedos frios.

— Will, quero ter uma conversa com aquele juiz de Silverton.

Willem franziu a testa, tentando entender o sentido daquelas palavras.

— Farei o que você quiser.

Ele havia prometido a si mesmo que deixaria Abigail e Matthew, se isso significasse a felicidade deles. Agora, precisava ser homem o suficiente para cumprir a palavra.

Abigail inclinou-se e beijou-o na testa. Era bom sentir o contato daqueles lábios macios e...
Anterior 55/56 Próxima - Ir para a página:  !  ! 

Comentários:

Deixe aqui seu comentário sobre este livro:

Nome: Um valor é necessário.
Comentário: Um valor é necessário.
  CAPTCHA Image   Reload Image
Digite as letras abaixo:
 
Banner 175
Banner 151
Banner 153
Banner 179

Livros de Romances Para Ler ou Baixar

Livros de Autoajuda Para Ler ou Baixar Grátis

Livros do Chico Xavier - Baixar

Powerpoints Com Musica Para Baixar

Vídeos de Autoajuda Para Download

Cuidados Com os Animais Domesticos

Terapia de Regressão Sessão Única

Curso de Regressão de Memória

Loja MultiAjuda


0.11